domingo, 30 de outubro de 2011

Como estudar a Torah Metodologia do Rebe Nachman de breslev

                         

Como estudar a Torah
Metodologia do Rebe Nachman de breslev



                        


Traduzido por Moré Yashar David

Os Misnagdim (opositores dos Chassidim) dizem que o principal é o estudo da Torá. Os Chassidim dizem que a principal coisa é a oração. Mas eu digo: Orem, estudem e orem.   [Siach Sarfey Kodesh 1-87]  

 Praticidade e simplicidade 
O melhor método para estudar e aprender a Torá, é estudando de forma bastante objetiva, sem analisar cada detalhe. 
Devemos estudar de forma objetiva e simples, procurando entender cada coisa dentro do seu próprio contexto, sem confundir-se sobre como o tema “X”, se relaciona com outros assuntos. Se há algo que você não entende, é melhor não insistir nisso por muito tempo. O segredo é CONTINUAR! Na maioria dos casos, você acabará por compreender à luz do que se segue.
Quando você estuda, a principal coisa é ler as palavras em voz alta e em ordem. Então o entendimento virá por si mesmo! Não confunda-se por tentar compreender tudo de uma vez. Você terá muita dificuldade e vai acabar não entendendo nada.                       
Basta focar a sua mente sobre o que você está estudando, lendo as palavras em sua ordem correta e com entusiasmo. A compreensão virá por si mesmo. O que você não entende num primeiro momento, você vai compreender mais tarde. 
Mesmo se há coisas que você não pode compreender plenamente, isto não é importante, porque o conhecimento amplo supera todo o resto.
Ao estudar rapidamente você vai absorver muito e você será capaz de analisar cada trabalho muitas vezes. O que você não entendeu no começo você vai entender na segunda rodada ou na terceira, e eventualmente você vai entender tudo o que é possível entender.
Seguindo este caminho você vai completar muitos volumes e ter uma melhor compreensão do que é necessário aprender. 
Acostume-se a aprender rapidamente, sem dar muita atenção aos detalhes. Desta forma, você vai realmente adquirir a Torá e todos os seus fundamentos. Você será capaz de completar o Talmud, Códigos, Bíblia, Midrash, Zohar e outros textos cabalísticos.
Não é necessário rever tudo imediatamente. É melhor completar cada volume o mais rapidamente possível do começo ao fim e depois rever toda a obra como um todo.
Não fique ansioso, se você não conseguiu completar tudo. Você pode ser um judeu fiel, mesmo sem ser capaz de aprender todos os segredos e estudos da Torá. Você pode ser um Tzadik mesmo sem ser um erudito. 
É verdade que a percepção de profundidade não pode ser alcançada sem o completo estudo do Talmud, mas mesmo o mais simples judeu, pode ser um Tzaddik.
 "Você não é obrigado a terminar o trabalho, mas você não tem  liberdade de desistir dele" ( Avot 2:16). Sichot Haran # 76

Estudo diário
Todo mundo deve definir um programa diário de estudo da Torá.    
Isso se aplica mesmo às pessoas que estão longe da santidade e praticando o pecado regularmente. Tão grande é o poder da Torá, que pode libertá-los de seus pecados. Se até mesmo, o pior pecador estabelecer um tempo fixo a cada dia, para estudar a Torá, ele será capaz de escapar da armadilha do mal. O poder da Torá é tão grande que pode realizar tudo.  [Sichot Haran # 19]
* * *
Halachá
É muito importante estudar a Halachá - a leis práticas da Torá. Se você puder, estude do começo ao fim, todas as quatro seções do Shulchan Aruch [o código clássico das leis da Torá, como se aplica em nossos tempos.] 
Caso contrário, um estudo dos “guias concisos” que explicam as leis da vida diária, já seria suficiente.
O estudo da Halachá é um poderoso remédio espiritual. Quando uma pessoa peca, o bem e o mal se misturam. “Até que você tenha méritos em estudar e esclarecer a Halachá e determinar o que é proibido e o que é permitido. A separação do bem do mal NÃO será realizado. [Zohar 111:73 a]
A Halachá é uma decisão legal que faz uma separação clara entre o que é permitido e o que é proibido, o que é limpo e o que é impuro. Quando você estuda a Halachá, o bem é mais uma vez separado do mal, retificando o pecado cometido.

Todo judeu deve estudar Halachá todos os dias.
Se você está sob pressão e não tem tempo, estude, pelo menos, um parágrafo da Halachá, sobre qualquer assunto, mesmo que seja fora do seu horário de estudo regular. É importante aprender pelo menos uma lei a cada dia de sua vida.  [Sichot Haran # 29]
Pela imensa importância que os chassidim breslev dão ao estudo da Torah o Rabino Yisrael Meir HaCohen, " O Chofetz Chaim" disse: "Se você deseja aproximar-se do Chassidismo, juntes-se aos Breslev, eles sim mantêm e seguem o Shulchan Aruch..."
* * *
Likutey Moharan
Meu livro Likutey Moharan, é o começo da Redenção. Agora que ele saiu, quero que todos o estudem. Eles devem estudar até que saibam de cor, porque é cheio de orientação e tem o poder de despertar os homens para D’us. Nada pode se comparar com esta obra. Aqueles que o estudam cuidadosamente, não têm necessidade de qualquer outro obra sobre ética e orientação moral.
A melhor maneira de estudá-lo é com duas rotinas separadas. A primeira, deve ser uma de estudo acelerado, para se tornar completamente familiarizado com ele. O segundo deve ser de estudo aprofundado, porque estas obras contêm os segredos mais profundos. [Chayey Moharan # 346]
* * *
Viajar para muitos lugares
Tente passar por todos os nossos livros sagrados no curso de sua vida, de modo que você terá visitado todos os lugares na Torá.
Pessoas ricas viajam constantemente de lugar para lugar, gastando enormes somas, a fim de ser capaz de se gabar de onde eles foram. Da mesma forma, nesta vida você deve visitar todos os lugares sagrados da Torá. Então, em sua vida futura, será capaz de se orgulhar de ter visitado todos os lugares em nossa literatura sagrada. No mundo vindouro você irá se lembrar de tudo que você já aprendeu. [Sichot Haran # 28]
* * *
Chidushim  [Novas idéias]
            Quando você quer desenvolver “novas idéias” [obter revelação]  da Torah, você deve se concentrar em um assunto. Transformá-lo mais e mais em sua mente, batendo e batendo na porta até que ela se abra.
            Às vezes, um pensamento pode chegar a sua mente, [insight] num piscar de olhos - mas então, ele voa para longe. Você deve ser um homem de valor, e persegui-lo, até que [este pensamento] seja recapturado.                                                                                                                 [Sichot Haran # 58]
            Alguém que quer desenvolver idéias originais da Torah, pode expor e inovar o tanto quanto ele queira de acordo com seu nível de realização mental.  A única condição é que ele não deduza qualquer “lei nova” a partir de suas próprias idéias, com base na interpretação expositiva ( Drash ) ou ensinamentos místicos ( Sod ).   [Sichot Haran # 267]
* * *
Encontrar-se na Torá
            Quando uma pessoa tira lições pessoais e vê sua própria pequenez e humildade em todas as obras de estudo da Torah, isto é um sinal de que ele quer fazer a vontade de D’us.    [Likutey Moharan 1, 121]
* * *

Quando a noiva é linda, o amor é perfeito
            Se você quer ser um estudante diligente da Torah, tenha cuidado para não falar contra qualquer judeu.                                                                          
Quando a noiva é linda, o amor é perfeito. Mas quando a noiva tem alguma falha ou defeito, o amor não pode ser completo.                                      
A Torá é chamada de noiva: "Moisés nos deu a Torá, uma herança ( morashah ) é para a congregação de Yaacov"(Deuteronômio 33:4). 
       O Talmud diz: Leia isso não como morashah , "uma herança", mas me-urasah - "a noiva" ( Berachot 57a; Pesachim 49b). "Moisés nos deu a Torá, que é a noiva da congregação de Yaacov ".

    Todo judeu tem a sua “letra” na Torá.  
         A palavra “Israel” é constituída em Hebraico pelas iniciais das palavras da expressão “Yech Shishim Ribo Otiote LaTorah” (há 600.000 letras na Torá) As 600.000 letras da Torá, correspondem as 600.000 almas de Israel.[Shemot ÊX.12:37] Se houver um defeito em um único judeu, é também um defeito na Torá, a raiz de todas as almas judaicas, e o amor perfeito da Torá se torna impossível, tal como um Sêfer Torá, que se torna inapropriado para o uso, caso uma única letra esteja apagada.
         Mas se você for cuidadoso para não falar contra, nem encontrar uma falha em qualquer outro judeu, a Torá não terá falha ou defeito. Então você vai ser preenchido com o grande amor da Torá. O seu amor será tão grande que você vai querer estudar a Torá constantemente.
            O texto diz; "a Torah de D’us é perfeita - ela restaura a alma" (Salmos 19:8).  Quando as pessoas têm o cuidado de não falar contra os seus companheiros judeus ou procurar suas falhas, a Torá é perfeita, sem nenhum defeito nem mancha. E quando "Torah de D’us é perfeia", então "ela restaura a alma".
            Desde de que a Torá não tenha falha,  você estará cheio do amor da Torá e sentirá a sua doçura,  e desejará estudá-la constantemente.   [Sichot Haran # 91]

Reações: