sexta-feira, 25 de maio de 2012

Ligando-se com as Energias de Shavuot - Baseada nos Ensinos de Rabeinu Nachman


LIGANDO-SE COM AS ENERGIAS DA CRIAÇÃO EM SHAVUOT
Pesquisa - Tradução e adaptação:
Breslev Brasil - RJ


O versículo diz: "E Hashem viu tudo o que tinha feito, e eis que era muito bom. E foi tarde e foi manhã, o sexto dia." (Gênesis 1:31) O artigo definido antes da palavra "sexto" não é usado em conexão com qualquer outro dia da criação, e alude a um dia específico, o sexto. Assim, o Midrash diz: "o sexto dia faz alusão ao sexto dia do mês hebraico de Sivan, o dia em que a Torá seria dada no Monte Sinai.” Pois foi por causa deste sexto dia auspicioso que o mundo foi criado (Rashi). A Torá era o ponto focal da criação. Assim, de acordo com Rav Natan, fica claro a partir deste versículo que o objetivo da criação não foi realizado até 2.248 anos mais tarde. Até então, a criação estava em um estado potencial. Este versículo vem nos ensinar que a Torá alcançou seu propósito e todos os outros objetivos positivos estão associados ao processo de duas fases: desejo e realização. Rabi Natan diz que esta é claramente a base para a recomendação do Ari sobre o Tikun Leil Shavuot, mencionado acima. Este Tikun nos liga com as energias espirituais da criação do mundo que, como explicado acima, é a capacidade de trazer o potencial em ação. 

            As energias espirituais criadas por um ato ocorrem no aniversário daquele ato. Portanto, todos os anos quando chega Shavuot, o aniversário da entrega da Torá no Monte Sinai, as energias originais desse período estão presentes. Assim, todos aqueles que participam de atividades desse feriado podem recorrer à ressonância para receber novas ideias sublimes de Torá compatíveis com o nível de cada pessoa e seu desenvolvimento espiritual. Recitar o Tikun Leil Shavuot transfere a energia potencial original da entrega da Torá em energias ativas que nos permitem iniciar e concluir toda a Torá, do começo ao fim.

O OBJETIVO DE SHAVUOT:
COMPREENDER A ESSÊNCIA INTERNA DA TORÁ

Rabi Natan diz que o objetivo principal de receber a Torá a cada ano, em Shavuot é ser capaz de compreender a sua essência interior. Não é suficiente apenas conhecer o texto superficial da Torá e uma lista de fatos. A cada ano que observamos o feriado de Shavuot, temos acesso mais e mais à luz da Torá como Ela foi originalmente dada no Monte Sinai. Esta luz não só influencia-nos a estudar a Torá, mas inspira-nos a cumprir os mandamentos com alegria e entusiasmo. É esse entusiasmo que rompe todos os obstáculos que se interpõem no caminho de se chegar a Hashem e mudar o mal para o bem. Ele confere um propósito renovado e um intenso desejo de viver a verdadeira vida, na alegria de servir Hashem, sentimentos que não podem ser duplicados em qualquer outra forma.

“Obra realizada com a permissão de D’us, o Sagrado Abençoado Seja!”
 Direitos reservados A BRESLEV BRASIL
A cópia e uso do conteúdo são permitidos apenas com expressa citação da fonte

Reações: